sábado, 19 de fevereiro de 2011

A parábola dos talentos - lição para 06/03/11

Assista este vídeo sobre a história: 






Versículo para memorizar - Lição 5
Os três empregados (Parábola dos talentos)


Base bíblica - Mateus 25:14-30
Versículo para memorizar: 1 Pedro 4:10 a - "Servi uns aos outros, cada um, conforme o dom que recebeu."

Introdução: ilustração - parábola do lápis (use os lápis que as crianças usam para fazer suas atividades, e diga a eles que lapís não fala , é somente um faz de conta).
Certa vez, em uma fábrica de fazer lápis, o fabricante falou aos lápis, dizendo:
- Precisam saber cinco coisas antes que eu os mande ao mundo: lembre-se sempre e se tornará o melhor lápis.
1º Será capaz de fazer grandes coisas, mas apenas se permitir ser seguro pelas mãos de alguém (pegue um lápis e segure firme).
2º De tempos em tempos experimentará cortes doloridos, mas isto é necessário para que se torne um lápis melhor (pegue um lápis sem ponta, e aponte, depois mostre o lápis apontado).
3º Tem habilidade para corrigir qualquer erro que possa cometer (pegue uma folha e escreva a palavra "pecado", depois risque e escreva "amor").
4º O mais importante em você será o que está dentro (mostre um lápis meio descascado, enfatize o que está dentro dele).
5º Tem que continuar escrevendo em qualquer condição. Deve sempre deixar uma marca clara e legível, não importa o quanto difícil seja a situação.

No versículo de hoje, que vamos abrir agora, vai nos explicar melhor, a respeito dessa parábola.
Apresentação: Leia o versículo primeiro na Bíblia, depois no visual.
Explicação do versículo: Servi uns aos outros significa que temos que trabalhar em benefício do outro, não visando o lucro pessoal. E que cada um de nós, que somos diferentes uns dos outros, recebemos de Deus dons e habilidades e que devemos nos dedicar o máximo que pudermos.

Aplicação à criança: como na história do lápis, cada um de nós é como um lápis. Deus é o nosso criador e precisamos estar seguros em suas mãos, ás vezes passamos pos situações difíceis, passamos por provas, mas é para que sejamos melhores.
Deus pode mudar qualquer coisa na nossa vida, Ele nos perdoa e nos ensina a recomeçar. O mais importante é o nosso coração, o que tem por dentro de cada um de nós e o que podemos oferecer a Deus em benefício da sua obra para ajudar outras pessoas.

Memorização: Repetir pelos menos sete vezes.
Você fala, as crianças repetem, como se fosse um eco. Depois pergunte quem conseguiu memorizar e chame para recitar o versículo.

Ao professor:
Nesta parábola os talentos tem um sentido figurado que representam valores pessoais, aptidões naturais, oportunidades que Deus nos dá para fazermos sua obra. Eles representam os dons de Deus, de Cristo e do Espírito Santo, que são capacitações especiais do Espírito Santo agindo no crente para o progresso da obra de Deus na terra.
Na parábola, o Senhor chamou seus servos e deu-lhes os seus bens. A um servo cinco talentos, a outro dois talentos e a outro um talento. Não houve qualquer injustiça de sua parte. O fato de ter dividido os seus bens de modo diferente não foi uma injustiça. "Foi dado a cada um segunda a sua capacidade".
Muitas vezes ficamos triste porque não recebemos tantos talentos ou aptidões para fazer a obra de Deus, porém devemos, ao invés de ficar chateados, nos dispormos e dedicarmos maior tempo de nossa vidas para a obra de Deus. Deus quer prioridade, quer nossa dedicação e fé em seu poder para nos usar em mais talentos. A prateleira de Deus está cheia dos melhores talentos e estão a nossa disposição, basta abrirmos nossos corações para Deus e dizer a Ele: "Usa-me a mim Senhor".
Devemos trabalhar na obra de Deus, visando o Reino dos céus, visando agradar o Senhor e Salvador Jesus Cristo e não visando nosso lucro pessoal.
Em 2 Coríntios 5:10, a Bíblia diz: "Um dia todos nós teremos que prestar, contas de tudo que tivermos feito através do nosso corpo aqui na terra".

Explicação da parábola:
Talento: valor muito alto, um talento de ouro ou prata era uma quantia muito grande.
Personagens: o senhor e três servos.
O senhor: representa o Senhor Jesus Cristo; Os servos: a igreja.
Primeiro servo: recebeu muito porque tinha a capacidade de produzir muito.
Segundo servo: fez o que lhe era possível, produziu de acordo com sua capacidade.
Terceiro servo: escondeu o talento, provando ser negligente e infiel, além de perder seu talento.

Esboço da lição 5: Os três empregados (parábola dos talentos)
Base bíblica - Mateus 25:14-30
Versículo para memorizar: 1 Pedro 4:10a
"Servi uns aos outro, cada um, conforme o dom que recebeu..."

Objetivo do professor: que a criança creia que Deus lhe dá dons e capacidades e que ela deve ajudar as pessoas através dos dons e capacidades que Deus lhe deu.

Ensino principal à criança:
Você criança deve crer que Deus lhe dá dons e habilidades e quer que você use esses dons e habilidades para ajudar e também para falar do amor que Deus tem por elas.

Introdução: Direto na história
O Senhor Jesus gostava de contar histórias. Ele estava assentado no monte das Oliveiras ensinando aos seus discípulos sobre muitas coisas, e entre esses ensinamentos contou essa parábola que vamos ouvir agora.
Andamentos:Conte com suas próprias palavras, mostrando recursos visuais.
Jesus falou nessa parábola a respeito de um homem que, ao viajar, chamou seus servos e deu a um cinco talentos, a outro dois talentos e a outro um talento.
Talento era a moeda usada na época, e cada talento valia muito dinheiro.
Depois que ele partiu, o servo que tinha cinco talentos, negociou e ganhou cinco talentos. O que recebeu dois, também negociou e conseguiu mais dois talentos, mas o que tinha um, escondeu-o na terra e nada fez com ele.
Quando o homem voltou, reuniu os servos e pediu-lhes conta daquilo que tinham recebido, e cada um lhe apresentou os resultados.
O que tinha cinco talentos, apresentou dez talentos. O que tinha dois talentos, apresentou quatro talentos. E o que tinha um talento, apresentou apenas um talento.
O homem elogiou os servos fiéis que produziram lucro e falou de forma dura com aquele servo que não produziu nada dizendo que ele foi mal e negligente.
Conclusão: Deus nos deu talentos especiais para utilizarmos no Reino. Esses talentos não são moedas como na parábola que Jesus contou, mas habilidades, dons, para que possamos ajudar as pessoas e também falar do amor que Deus tem por elas.

Aplicação à criança:Deus tem lhedado dons e habilidades para que você possa se desenvolver e ajudar outras pessoas como por exemplo: cantar, tocar, ofertar, orar, zelar, cuidar, ensinar, dançar, etc.
Deus quer que você seja dedicado, não tenha preguiça para fazer prosperar nos dons e habilidades que Deus tem lhe dado.
Que não use somente para benefícios próprio, mas para que o Reino de Deus cresça na terra.

Oração: Bondoso Pai, obrigado pelos dons e habilidades que recebemos do Senhor. Pedimos que nos ensine a usá-los de maneira correta e proveitosa. Em nome de Jesus, amém.

Professor, não se esqueça de fazer apelo dando oportunidades para as crianças que ainda não receberam o Senhor Jesus como Salvador, sejam salvas.

Atividade em classe:
Distribua folhas de sulfite as crianças e peça a elas que escreva ou desenhe habilidades que eles tem no lado direito da folha, e do lado esquerdo que escreva ou desenhe como elas podem ser usadas por Deus.
exemplo:
Minha habilidades: O que posso fazer com elas:
           - Cantar  - participar do louvor                                         
           - Dançar  - dançar no louvor
        
Sugestões de ilustrações e desenhos:  












                          


                                                          

Um comentário: