sábado, 12 de março de 2011

"A parábola do Bom Samaritano" - lição para 13/03/11

Antes de estudar a lição, assista estes três vídeos retirados do youtube sobre a parábola do bom samaritano:





 


Lição 6 - O Bom Samaritano - Texto Bíblico: Lucas 10 :25 - 37

Versículo para memorizar: João 15:12 - "O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei."

Objetivo do professor: Que a criança saiba ajudar e amar o próximo, não somente de palavras, mas com atitudes.

Ensino à criança: Deus quer que você ame seu próximo, ajudando não só com palavras, mas com atitudes.

Introdução: História - As vezes é fácil a gente ser bonzinho, ás vezes não é.O Augusto é um menino muito bom.Se um dia vocês se encontrarem com ele, vão ver que amigão ele é. Não pensem que ele é quietinho, não. É levado como ele só! Vive correndo, chutando bola, pulando, rindo, correndo...Nunca está parado. É  levado mas é bonzinho. Quando ele pode, ele ajuda. E sempre arranja um jeitinho de ajudar. Mesmo na correria dele, sempre acha um tempinho para ser bom.
Quando Aninha quebrou a perna e ficou com gesso, ele ia sempre visitá-la.
Quando Verinha falou que o André era mentiroso, ele defendeu o André e disse que não era, não.
Quando o Augusto ganha um saco de bala, ele divide com os amigos. Mas, às vezes não é fácil ser bonzinho, não. Vejam só.
Augusto AMA jogar bola e tem um time de futebol. Estava tudo combinado para jogarem no sábado de manhã, e ele estava todo entusiasmado! Passou a semana toda esperando o sábado. Até que chegou o dia! Augusto se levantou depressa e já estava se aprontando, quando a mamãe apareceu:
- Augusto, meu bem. Bom dia. Vou precisar de você agora de manhã.
- Ah! mamãe, mas eu ia jogar futebol.
- Mas a sua irmãzinha ficou com febre à noite, por isso preciso que você fique com ela. Se você brincar com ela, conseguirei fazer o almoço, filho!
- Ah! mamãe, ele falou tristinho. Eu queria tanto jogar bola...
- Por favor, filho, se você não distrair a Dorinha, ela vai chorar e  eu estou muito ocupada.
- Tudo bem mamãe. Eu fico com ela. Vou só correndo avisar  a turma que não posso jogar hoje. É até bom para o Pedro. Ele joga no meu lugar. A semana que vem eu vou.
Vocês viram como foi difícil para Augusto ser bom neste dia?
Na lição da Bíblia  vamos ver que um homem precisou de muita ajuda. Quem poderá ajuda-lo?

Andamento: Um professor da Lei (um especialista na explicação das leis de Deus) se levantou e querendo encontrar alguma prova contra Jesus, perguntou: - Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna? ( professor, aproveite este momento e explique sobre o plano da salvação, e a vida eterna).
Jesus respondeu: - O que é que está escrito nas Escrituras Sagradas?
O homem respondeu: -" Ame o Senhor Teu Deus de todo o teu coração, com toda tua alma, com todas tuas  forças e com todo o teu entendimento, e ame o seu próximo  como você ama a você mesmo".
Jesus disse: - A tua resposta está certa. Faça isso e terá a vida eterna!
O professor querendo justificar-se por ter feito a pergunta quando sabia a resposta disse: - Mas quem é o meu próximo?
Jesus usou uma história para mostrar aquele homem como é o amor de Deus.
 - Certa vez, um homem, viajava de Jerusalém para Jericó. a estrada era de terra, cheia de poeira, mas a viagem estava tranquila, quando de repente...apareceram alguns homens maus querendo lhe roubar. E foi isso que aconteceu, aqueles homens roubaram tudo daquele homem, bateram nele; tiraram-lhe as roupas e o deixaram quase morto.
Precisava de alguém para socorrê-lo, não é?
Acontece que um sacerdote (pessoa que liderava o culto no templo, que orava pelo povo, parecido com o pastor de hoje) estava passando por aquele caminho. Quando viu o homem caído tratou logo de passar para o outro lado da estrada.
Também um levita (os levitas ajudavam os sacerdotes no serviço do templo) passou por ali. Olhou mas também foi embora pelo outro lado da estrada.
Um samaritano (pessoa nascida em Samaria, região que ficava entre a Galiléia e a Judéia. Os samaritanos eram  um povo que não se davam com os judeus por causa da raça, religião e costumes) que viajava por aquele caminho chegou até o homem ferido, ficou com muita pena dele. Lavou seus ferimentos, usou vinho e azeite  como remédio e colocou-o  sobre o seu próprio animal.
E foi à pé, conduzindo devagarinho o animal, com todo o cuidado para o homem ferido não cair.
Levou-o para uma hospedaria onde cuidou dele. No dia seguinte, entregou duas moedas de prata ao dono da hospedaria, dizendo: - Cuida deste homem para mim. Quando eu passar por aqui de volta, pagarei o que você gastar a mais com ele.
Então Jesus perguntou ao professor da lei: -  Na sua opinião, qual desses três foi o próximo do homem assaltado?
 -  Aquele que o socorreu - respondeu o professor da lei.
­ - Pois vá e faça a mesma coisa - disse Jesus.

Aplicação à criança: Ao citar as palavras da Bíblia o professor da lei mostrou que sabia   sobre os mandamentos escritos  nela. Mas Jesus  que é Deus e sabe todas as coisas, sabia  que aquele homem não praticava o que estava escrito na Bíblia. Ele disse que tinha que amar a Deus  e ao seu próximo, mas não fazia isto. Deus quer que você ame a Deus e a seu próximo não só com palavras, mas praticando, como por exemplo: oferecendo ajuda quando outros estiverem em dificuldades; demostrando amor para as pessoas que estão perto de você; fazendo doações de roupas, brinquedos e alimentos; etc...
O nosso próximo são todas as pessoas que convivem com a gente, mesmo aquelas que não conhecemos e que precisam de nossa ajuda.
A Bíblia nos ensina a amar a Deus, e quando você ajuda e se importa com o teu próximo, você está amando a Deus!
Na história que Jesus contou, nós vimos que nem o sacerdote, nem o levita, demostraram amor aquele homem porque não amavam o seu próximo. Nenhum dos dois pararam para ajudar aquele homem ferido. Somente  o samaritano demostrou amar a Deus porque fez o seu melhor para  ajudar aquele homem, curou suas feridas, o levou para um lugar seguro e confortável, cuidou dele e ainda pagou todas as despesas!
Jesus quis mostrar através desta história para aquele professor da lei  que se ele amasse realmente a Deus iria demostrar amor ao próximo.
Vamos orar: - Senhor Deus, nos ajuda a sempre estarmos dispostos a amar e ajudar o nosso próximo. Em nome de Jesus, amém.

Professor, não  esqueça de dar oportunidade a criança não salva de receber Jesus como Salvador!

Desafio: Que a criança pratique esta semana ajudando alguém necessitado e na próxima semana dê o seu testemunho.

Atividade em classe: Faça as aplicações praticas relacionando os fatos da lição a vida da criança. Mostre o que não é amor: - Brigar com os amiguinhos, não se importar com alguém que está sofrendo, não repartir o seu lanche , não emprestar seus brinquedos, etc....
Depois distribua folhas de papel sulfite  e  peça as crianças para desenharem ou escreverem atitudes de ajuda ao próximo. No final peça as crianças para falarem quais atitudes de ajuda ao próximo escreveram ou desenharam, relacione na lousa ou cartolina e peça as crianças escolherem pelo menos uma  atitude e praticar durante a semana.

Outra atividade: Colocar vários objetos em uma caixa: colher,  boneca, caneta, foto de família, urso de pelucia, caderno, cartão, figuras de: pessoas abraçando, sorrindo, almoçando em família, brincando, etc.....Cada criança tira um objeto ou gravura e fala como pode ajudar o  próximo relacionando o tema ao objeto ou gravura.Exemplo: - Boneca - brincar ou cuidar do irmão menor. Caderno: Ajudar o amigo na lição da escola...


Ao professor: Amor ao próximo
Vamos meditar em dois pontos: O amor só de palavras e o amor que é praticado.
1) - O amor só de palavras é aquele que a pessoa pode até saber as leis de Deus, mas não as pratica. Podemos chamá-lo de religioso.O religioso que pratica a auto-justificação fecha-se para aprender  de Jesus. Na lição bíblica, o professor da lei quis se justificar e não estava disposto a aprender de Jesus, não praticava o amor de Deus.
Na parábola do Bom Samaritano  o sacerdote que representava a autoridade religiosa e o levita que também estava a serviço de Deus, omitiram o amor de Deus e passaram longe do próximo com nessecidades.
Não podemos igualar atividade religiosa com servir a Deus. A religiosidade que não  pratica a bondade é reprovada por Jesus.
2) O amor que é praticado não tem raça, nem preconceito, nem faz diferença alguma. O amor não é algo cultural, nem explicável por quaisquer  razões humanas, pois ele é de natureza divina. Inexplicavél, e talvez por isso mesmo, maravihosamente belo! O verdadeiro amor, como o mostrado na Bíblia, não é focado em si mesmo, nos próprios sentimentos, nem emoções, mas é, invés disso, direcionado para os outros - é o amor doador, o amor que deseja servir e cuidar sem querer nada em troca. O verdadeiro amor é descrito em Corintios 13:4-8. O amor eterno é assim: tira para doar ao próximo, mas para doar muito mais daquilo que tirou. Pois é sabido que aqueles que não mostram o seu amor não podem amar.
Pense nisso: Eu sou um próximo de verdade?


Versículo para memorizar: - João 15:12 - " O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos ameis".
Introdução: Perguntas - Você reclama quando alguém te decepciona? Você está magoado com alguém? Seus amigos te chatearam? Você está aborrecido porque acha que dá mais do que recebe? (espere respostas).
Jesus passou por tudo isso. Seus amigos mais intimos, seus discípulos, o desapontaram. Na maioria das vezes não eram dignos de confiança, um duvidou, outro o negou e outro até o traiu! Mas Ele perdoou e os amou assim mesmo. Jesus não olhou para os erros dos seus amigos. Ele não ficou decepcionado, nem magoado, nem aborrecido ou chateado. No versículo de hoje vamos ver porque Jesus não tem esses sentimentos ou atitudes que muitas vezes temos!
Ler o versículo na Bíblia e depois no visual
Explicação: " O meu mandamento " - O que está escrito na Bíblia.
"Que vos ameis uns aos outros" - Jesus quer que o nosso amor seja igual ao d'Ele.Só podemos através da graça, do perdão , e do amor de Cristo em nossas vidas.
"Assim como eu vos ameis" - Ninguém tem amor maior do que este, de dar a sua própria vida por nós que somos pecadores!
Aplicação: Deus quer  que você obedeça os seus mandamentos. Só vamos conseguir amar o nosso próximo se o Senhor Jesus estiver habitando no nosso coração! Se você for obediênte a Sua Palavra cada vez mais se tornará amavel com o seu próximo e será transformado na pessoa que Deus quer que seja.

Memorização: Pode ser em forma de musica e gestos.(repetem pelo menos sete vezes)

Sugestões de desenhos e atividades: 
( Para salvar as imagens em seu computador clique com o botão direito do mouse sobre a figura, depois clique na opção "salvar como". Pronto, agora é só imprimir).




2 comentários:

  1. eu adorei foi muito proveitoso ainda dei uma olhada em situaçoes que crianças passaram eu
    fiquei bastante nervosa. triste
    gouve.monteiro@hotmail.com- claudia

    ResponderExcluir
  2. hoje em dia as pessoas vivem o amor de palavras o religioso é não o amor praticado na raça sem preconceito para fazer diferença.teve uma comemoração na igreja da qual faço parte tinha
    4 lugares sobrando na mesa dai eu perguntei podemos senta esse homem disse sim é dai ele só faltou ficar invisivél para não falar com ágente
    estou triste até hoje onde esta o amor de Deus.

    ResponderExcluir